insurtech

Insurtech: companhias de seguros e a adoção da tecnologia

As companhias de seguros não são particularmente conhecidas por serem inovadoras e existe uma boa razão para isso — com volumes imensos de dados confidenciais e muitos processos críticos em execução a todo momento, as seguradoras precisam ser cuidadosas ao implementar novas metodologias de trabalho. Apesar disso, os tempos estão mudando e as tecnologias se tornam dia após dia  grandes aliados do mundo corporativo – e com isso o termo insurtech está começando a ser cada vez mais usado.

Mas afinal, o que é uma insurtech?

Assim como Fintech, o termo Insurtech nasce da aglutinação de duas palavras: “insurance” e “technology”. Começou a ser usado quando muitas empresas modernizaram seu funcionamento para oferecer uma experiência melhor aos seus clientes, o que criou uma expectativa maior em relação a outros serviços também – como as companhias de seguro. Elas perceberam que não bastava oferecerem os mesmos serviços de sempre — elas precisam inovar se quisessem se  manter no topo em um mercado cada vez mais competitivo.

Por mais difícil que pareça ser a possibilidade das companhias de seguros aproveitarem essa onda da inovação, existem algumas tecnologias que oferecem oportunidades interessantes para impulsionar os seus negócios.

Vamos explorar um pouco melhor as quatro tendências que acreditamos que podem ter o maior potencial para impulsionar o crescimento de insurtech nos próximos anos: aprendizado de máquina, dados, chatbots e digitalização.

Machine learning

As companhias de seguros lidam com diversas tarefas que seriam muito beneficiadas pela automatização; subscrições, acompanhamentos manuais… Basicamente tudo que a é de lenta execução, propenso a erros e gasta um tempo dos seus funcionários sem agregar valor à empresa.

Outro questão de companhias de seguro enfrentam é a grande quantidade de documentos de papel com que elas trabalham. Estes são frequentemente armazenados em arquivos físicos, como gabinetes de arquivos, o que significa que eles podem ser facilmente perdidos ou destruídos – além do custo de armazenamento, é claro.

machine learning pode ser uma solução para essas duas coisas — é um tipo de inteligência artificial excelente para analisar padrões de despesas e que melhora seu desempenho em relação ao tempo gasto.

Em resumo, o uso de inteligência artificial e machine learning acelera muito o trabalho manual com o qual os funcionários lidam diariamente. Basta ensinar a um algoritimo como fazer o trabalho. É claro que é um pouco mais complicado do que parece — isso exige softwares personalizados e especialistas capacitados por trás deles — mas certamente é possível.

Documentos digitalizados e arquivados na nuvem podem ser revisados automaticamente, o que facilita a detecção de dados inconsistentes e outros erros, tornando o trabalho dos seus funcionários mais eficientes e reduzindo as chances de cometerem erros críticos.

insurtech

Outro processo importante, que pode ser acelerado com o machine learning, é o processamento de pedidos de seguro. Essa parte complexa das companhias de seguros tradicionalmente se baseou muito em trabalho manual, principalmente porque é de suma importância que todos os pedidos de seguro sejam devidamente verificados quanto à sua validade.

Felizmente, isso também é algo com que a inteligência artificial pode ajudar! Ao treinar um sistema de machine learning com grandes quantidades de dados, ele pode eventualmente substituir os funcionários que decidem quais reclamações recebem ou não um pagamento. Na realidade, o processamento digital poderia se tornar muito mais eficiente nessa tarefa, com taxas de falha menores – o que significa economizar grandes quantias de dinheiro.

Uso de Dados

Estamos usando mais dispositivos do que nunca, e eles estão se tornando cada vez mais pessoais — basta pensar em smartwatches, assistentes domésticos e carros conectados. Isso levou a uma explosão de dados monitorados sobre seus usuários, o que pode ser de grande valia para as companhias de seguros.

Tomemos como exemplo os dados de saúde e de atividades capturados pelos monitores de condicionamento físico, que podem ser usados para avaliar com precisão os níveis de risco de um indivíduo. Isso também traz benefícios para o processo de pedidos de seguro, em que os dados poderiam ser usados para melhor representar o que aconteceu durante um acidente, por exemplo. Basta pensar em um acidente de carro — os dados capturados pelo carro seriam extremamente valiosos para averiguar a procedência de um pedido.

Essa quantidade imensa de informações também mostra que há muito potencial para grandes ecossistemas de dados de código aberto. Diversas entidades públicas e privadas poderiam trabalhar juntas para criar uma plataforma em que pudessem compartilhar com segurança dados relevantes sobre pessoas e casos de pedido de seguro. Uma observação importante é que a privacidade teria que ser incorporada a esses sistemas — quando se está lidando com grandes quantidades de informações pessoais, você não vai querer que elas vazem.

Converse com um dos nossos especialistas

e descubra como o Rydoo pode otimizar o gerenciamento de despesas da sua empresa

Chatbots

Embora o aprendizado de máquina e o uso efetivo de dados sejam coisas que exigiriam que uma empresa fizesse mudanças significativas, há outras inovações que podem ser executadas com relativa facilidade — por exemplo os chatbots.

Um setor importante para qualquer companhia de seguros é o atendimento ao cliente, que muitas vezes compõe uma parte significativa de sua força de trabalho. Então, por que não usar chatbots  e aproveitar os melhores benefícios que uma insurtech tem a oferecer?

Esses aplicativos de bate-papo eficientes e amigáveis conseguem responder a maioria das perguntas, se não todas, que os clientes possam ter, e você pode até conectá-lo ao seu banco de dados para que ele responda a perguntas mais específicas. E se seu usuário precisar tratar de uma questão muito especifica,  há uma solução simples: basta permitir que ele seja transferido para um agente humano.

Tecnologia Administrativa

Ao avaliar as diferentes opções de inovação para sua empresa, também pode ser extremamente relevante alterar alguns de seus fluxos de trabalho administrativos. Tomemos por exemplo o seu gerenciamento de despesas — há chances de que atualmente se resuma a uma confusão de recibos de papel, funcionários irritados e reembolsos lentos.

É ai que entram soluções como o Rydoo – Uma plataforma abrangente de gerenciamento de despesas que usa a tecnologia mais recente para ajudar todos em sua empresa a receberem reembolsos mais rápidos através de um processo mais simples e prático, graças ao melhor da tecnologia OCR e automações.

São pequenos detalhes como a implementaç˜åo de uma ferramenta como o Rydoo que dão a uma insurtech uma vantagem competitiva diante de uma seguradora tradicional.

 

 

Abrace a tecnologia, conheça o Rydoo

Fazendo uso de tecnologias como as 4 mencionadas acima sua empresa, por mais tradicional que seja como uma companhia de seguros, pode se modernizar, otimizar seus processos e passar a se considerar uma insurtech. Agende uma demo gratuita e descubra como nossos recursos podem ajudar sua empresa a economizar tempo e dinheiro.

Girl subscribing to Rydoo's newsletter - Illustration

Subscreva a nossa newsletter